__ (71) 3021-5353 ____ _ contato@rbdimagem.com.br
RBD na Mídia: Bahia tem bons resultados em PPP de diagnóstico por imagem

RBD na Mídia: Bahia tem bons resultados em PPP de diagnóstico por imagem

Matéria veiculada pelo jornal Valor Econômico destaca os resultados alcançados pela parceria pública privada entre a RBD Imagem e a Secretária da Saúde da Bahia (Sesab) após três anos de atividades. Leia íntegra:

Bahia tem bons resultados com parceria para modernizar a saúde

Por Carmen Nery | RJ

O Estado da Bahia, por intermédio da secretaria de saúde, comemora três anos de uma bem sucedida Parceria Público Privada (PPP) para a modernização, manutenção e prestação de serviços de diagnóstico por imagem para atendimento à rede de hospitais públicos de administração direta do Estado. A empresa vencedora foi a Rede Brasileira de Diagnóstico (RDB), consórcio formado pela Alliar, pela Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico (FIDI) e pela Philips, que assinaram o contrato da PPP em 2015. O projeto foi estruturado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e pelo International Finance Corporation (IFC), que celebraram convênio com a Bahia em 2012. O prazo do contrato é de 11 anos e seis meses, sendo que o investimento estimado é de aproximadamente R$ 100 milhões.

Segundo Fábio Vilas-Boas, secretário de saúde da Bahia, o Estado tinha dificuldade de garantir a manutenção do parque de equipamentos, dada a sua complexidade. Os equipamentos estragavam mais rápido e isso acabava se refletindo num prolongamento do tempo de internação dos pacientes, porque eles ficavam aguardando para fazer um exame de alta complexidade.

“Havia apenas dois aparelhos de ressonância magnética no serviço público, agora temos 13. Acabamos com as filas ambulatoriais e temos folga para marcação de exames; reduzimos o tempo de permanência nos hospitais. Sem contar a qualidade dos laudos, a velocidade da entrega dos exames e a possibilidade de realizar exames que antes eram feitos de forma invasiva”, diz. Outro benefício que ele destaca foi poder levar o diagnóstico mais próximo de onde o indivíduo mora, o que permite acertar mais o tratamento.

“O exame é feito no interior ou mesmo na capital e a imagem vem para a central onde radiologistas especializados em crânio, sistema músculo esquelético, joelho ou tórax analisam e dão o laudo”, diz o secretário.

A RDB atua em 11 hospitais do Estado, dos quais cinco em Salvador. Entre os compromissos do consórcio está a instalação de 42 novos aparelhos, entre equipamentos de ressonância magnética, tomógrafos, mamógrafos e equipamentos de raio x, nas 11 instituições de saúde.

Os serviços incluem realização de exames de radiografia, mamografia, ressonância magnética e tomografia computadorizada. A empresa também ficou responsável pela construção, reforma, adaptação, manutenção e conservação de todas as instalações necessárias à prestação dos serviços de apoio ao diagnóstico por imagem.

Deixe uma resposta

Fechar Menu